O prefeito João Paulo Xerez, secretários municipais, servidores e estudantes fizeram uma caminhada, nesta quinta-feira (18), saindo do bairro Guabiraba, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A ação teve o intuito de sensibilizar e informar a população sobre a importância da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

O movimento contou com faixas e cartazes apontando a importância da prevenção e do enfrentamento à violência sexual praticada contra crianças e adolescentes.

O prefeito João Paulo Xerez participou da caminhada nesta quinta-feira

No ponto final da caminhada, na praça da Liberdade, aconteceram apresentações das crianças usuárias do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos do Centro de Referência Social (CRAS), de Itapebussu, com o tema central da campanha “Música Projeto de Prevenção e Combate ao Abuso Sexual”.

A caminhada faz parte das ações desenvolvidas ao longo desta semana pela Prefeitura de Maranguape, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, da Secretaria de Educação e da Secretaria de Saúde e com apoio da Fundação Viva Maranguape de Turismo, Esporte e Cultura (FITEC), da Guarda Municipal, do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes, do Conselho Tutelar, da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais e do Ministério Público.

A caminhada contou com a participação de profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), de Agentes de Saúde, de Conselheiros Tutelares, de estudantes, de artistas circenses e de bandas de fanfarras.

Programação: 

Na sexta-feira (19), acontecerá outra caminhada, no distrito de Itapebussu, e uma palestra sobre a temática na rodoviária, no Centro da cidade. Já nos dias 22, 23, 24, 25 e 30 de maio, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) vai desenvolver palestras sobre a Campanha Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A data foi estabelecida com base no “Crime Araceli”, ocorrido em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Na ocasião, a menina Araceli, de 8 anos, foi raptada, drogada, violentada, morta e carbonizada por jovens de classe média da cidade, que nunca foram punidos.

Deixe uma resposta