O prefeito João Paulo Xerez reuniu, durante toda a sexta-feira (10), todos os secretários municipais para discutir as ações desenvolvidas nos poucos mais de dois meses de gestão. Esta é a segunda reunião realizada com o secretariado. Neste encontro, os representantes das pastas fizeram uma prestação de contas de todas as medidas executadas a curto prazo e detalharam os projetos iniciados.

João Paulo destacou a importância da sintonia entre os membros do Poder Executivo  para que a execução das ações ocorra de maneira eficiente e com a agilidade necessária para atender a população. Vamos trabalhar. Não podemos deixar o tempo passar, tudo que for para realizar é para hoje”, ressaltou.

O prefeito de Maranguape reforçou que os gestores devem visitar os equipamentos públicos, assim como ele tem feito, para verificar de perto as demandas dos maranguapenses. “Estamos aqui para superar e fazer o trabalho, para cuidar do povo e estar sempre visitando os prédios públicos. É muito importante o secretário, assim como tenho feito, estar verificando as escolas, os postos, todos os equipamentos municipais”, apontou

Xerez salientou que continuará cobrando agilidade dos secretários, pois cobrar a eficiência das ações é um dos trabalhos do chefe do Executivo. “Não sou profissional da política, não tenho intenção de passar minha vida inteira na Prefeitura, então quero tudo para ontem”, afirmou. O prefeito também frisou que não aceitará que a população seja destratada por nenhum servidor ou colaborador desta gestão.

Primeira reunião

Na primeira reunião, no dia dia 10 de fevereiro, João Paulo pediu que os secretários que apresentassem um relatório da situação encontrada em cada unidade gestora e as medidas a serem implantadas a curto, médio e longo prazo na gestão. Na ocasião, os secretários apresentaram ao chefe do Executivo um relatório da situação de cada unidade gestora, desde a precária estrutura física dos equipamentos municipais a questões específicas sobre a necessidade de otimização dos serviços prestados à população.

João Paulo destacou a importância de se fazer uma gestão eficiente, também baseada no controle das contas municipais e dos gastos públicos, mesmo com a crise financeira enfrentada.

Deixe uma resposta