Pensando na humanização e qualificação dos serviços em Maranguape, cerca de 200 idosos atendidos nos cincos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) participaram, na última quinta-feira (29), de um passeio cultural a pontos turísticos de Fortaleza. Com a iniciativa, muitos idosos conheceram o mar e tiveram a oportunidade de visitar museus da Capital.

O objetivo da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social de Maranguape (STDS), por meio da Proteção Social Básica (PSB), foi promover mais qualidade de vida, resgatar a autoestima e potencializar o conhecimento histórico dos usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) dos CRAS.

O passeio contou com a visita guiada ao Museu da Cultura Cearense (MCC), com a exposição “Vaqueiros” e “Memórias do Futuro em Ruínas”, e ao Museu de Arte Contemporânea (MAC), que apresentou a exposição de obras de oito artistas participantes da 32ª Bienal de São Paulo – INCERTEZA VIVA – 7/11/2017 a 28/01/2018, ambos localizados no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza.

Para finalizar a visita, foi realizado a integração e aulão/alongamento no Aterrinho, à beira mar, realizado pelos facilitadores de artes dos CRAS. A Secretaria de Saúde enviou duas enfermeiras para acompanhar os idosos durante todo o passeio, que foi guiado pela equipe de profissionais e técnicos de todos os CRAS.

CRAS

O CRAS é a porta de entrada para os Serviços de Proteção Social de Famílias e Indivíduos que vivem em situação de vulnerabilidade social: ações preventivas, de convivência, de socialização, inserção e acolhida, capacitação, apoio e acompanhamento popular e atividade cultural e esportivas, entre outras.

Deixe uma resposta