O prefeito de Maranguape, João Paulo Xerez, apresentou, na quinta-feira (8), a implantação do Programa Nacional de Habitação Rural em Maranguape, ação que irá beneficiar 100 agricultores que moram em casas de taipa com a construção de uma moradia digna. Os beneficiados são cadastrados no território rural do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Sapupara, Amanarí e Itapebussu.

Em seu pronunciamento, o prefeito João Paulo Xerez enfatizou o compromisso da gestão para promover melhorias para o homem do campo e implantar avanços em Maranguape. “Eu quero cuidar do nosso povo e a gente esta aqui para isso, por isso nosso povo colocou a gente como prefeito”, destacou.

João Paulo também agradeceu o apoio da deputada Gorete Pereira para implantação do programa no município.

Na ocasião, foram apresentadas as condições de participação no programa, criado pelo Governo Federal no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida, através da Lei 11.977/2009, com a finalidade de possibilitar ao agricultor familiar, trabalhador rural e comunidades tradicionais o acesso à moradia digna no campo, seja construindo uma nova casa ou reformando/ampliando/concluindo uma existente.​

A secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social, Vanessa Nylia Bezerra, pontuou que “o objetivo da Política de Assistência Social é garantir a proteção social dos indivíduos e famílias que estão em situação de risco e vulnerabilidade social, provendo os mínimos sociais para as pessoas que se encontram nessa situação tenham condições de ter uma vida digna”.

Os moradores participantes dessa primeira reunião foram visitados e convidados pessoalmente pelas técnicas de nível superior do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). A seleção foi feita com base nos dados do Cadastro Único (CADUNICO), informacoes que a Assistência social usa para realizar seus programas, projetos e serviços.

As inscrições serão realizadas em 20 e 21 de fevereiro, dias em que os moradores de Casas de Taipa devem apresentar-se no seu CRAS de origem com a documentação (original e xerox) para efetivar o cadastro. Não haverá prorrogação do prazo.

Cópia da Documentação exigida

Identidade
CPF
Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) (DAP)
Comprovante de residência (atualizado)
Cartão do NIS
Certidão de Nascimento dos menores de 18 anos (de todos)
Certidão de casamento (se for casado)
Quem for junto, apresentar os documentos dos dois.
Número de telefone para contato.

Deixe uma resposta